Arquivos do Blog

Mais jogos gratuitos já disponíveis na Xbox Live

Assinantes do Xbox Live Gold podem agora baixar novos jogos grátis no Xbox One e Xbox 360. Este mês, o jogo é o mesmo em ambas as plataformas: Telltale de The Walking Dead, completo, tendo cinco episódios completos, não apenas o primeiro episódio; o pacote normalmente vende por U$ 25.

Além disso, Valiant Hearts: The Great War permanecerá livre no Xbox One até 31 de outubro, como também Metal Gear Solid V: Ground Zeroes continuará grátis no Xbox 360, que deveria sair em 15 de outubro, porém deverá sair em breve, se estiver interessado, se apresse!

Games_with_gold_02

Use os links abaixo para pegar o seu download agora da loja Xbox online:

Xbox One

Xbox 360

Estes jogos são grátis para os assinantes Gold como parte da promoção Microsoft’s Games With Gold. Os jogos livres de novembro ainda não foram anunciados.

Por US$ 500, Xbox One sai em novembro nos EUA

xbox-one---kit-completo-1369327383053_450x253

A Microsoft anunciou em sua conferência na E3, realizada nesta segunda-feira (10), que seu novo videogame, o Xbox One, será lançado em novembro nos Estados Unidos, por US$ 499. Além dos EUA, a data vale para mais 21 territórios.

O evento foi aberto com “Metal Gear Solid V”, da Konami, que agora também vai sair para também no Xbox One. O trailer mostrou o protagonista Snake andando de cavalo pelo deserto do Afeganistão, uma cena que mais pareceu “Red Dead Redemption” que “Metal Gear”.

A novidade é que, pela primeira vez na série, o game terá mundo aberto, com bastante possibilidade de exploração. Agora, Snake será dublado por Kiefer Sutherland, famoso pela série “24 Horas”.

uma-mclaren-real-aparece-no-palco-com-um-trailer-de-forza-motorsport-5-ao-fundo-1370884103815_450x253

Xbox One

“Ryse”, que se passa na Roma antiga, foi o primeiro game mostrado para o Xbox One. Anunciado alguns anos atrás para Xbox 360, o game de ação utiliza o Kinect para violentos combates corpo-a-corpo.

Subintitulado “Son of Rome”, “Ryse” é o primeiro jogo da Crytek para Xbox One e será exclusivo no lançamento para o console.

A conferência marcou a volta de um clássico jogo de luta: “Killer Instinct”, cultuado jogo da Rare, que ganha vida nova no XBox One.

“Sunset Overdrive” é primeiro game da Insomiac para uma plataforma que não da Sony. A companhia fez títulos como “Ratchet & Clank” e “Resistance”.

Para promover o game de corrida “Forza Motorsport 5”, a Microsoft levou um esportivo McLaren para o palco. A maior melhoria foi na inteligência artificial, que aprende o jeito que cada jogador corre.

sucesso-absoluto-o-mundo-pixelado-de-minecraft-rendeu-fama-e-fortuna-ao-sueco-marcus-notch-persson-1360104122792_220x155

Grande sucesso para PC e Xbox 360, “Minecraft” também será lançado para Xbox One. “Quantum Break”, exclusivo para o novo Xbox, mostra personagens andando por um mundo parado no tempo. “D4” é outro exclusivo.

“Project Spark” é um construtor de jogos que permite criar mundos facilmente, inclusive com comandos de voz. Com o SmartGlass podem ser feitos ajustes finos.

O Upload Studio permite editar e publicar vídeos na Live. Em parceria com o Twitch, será possível fazer streaming ao vivo das partidas.

Outro exclusivo para Xbox One, “Dead Rising 3”, da Capcom, volta com suas horadas e hordas de zumbis. A demonstração sugere um mundo aberto, e vários veículos estarão a disposição. Com o SmarGlass é possível pedir bombardeio aéreo.

O RPG “The Witcher 3: Wild Hunt” será mundo aberto pela primeira vez. Será possível usar magia com comandos de voz.

“Battlefield 4” teve problemas na demonstração, mas quando funcionou, pôde-se perceber gráficos super detalhados. O conteúdo adicional “Second Assault” será lançado primeiro para o Xbox One.

O Xbox One terá um novo “Halo”, que foi mostrado num trailer curto. Será um jogo em primeira pessoa, mas a produtora 343 Industries não entrou em maiores detalhes – não se sabe se este “Halo” será um episódio numerado da saga de Master Chief, por exemplo.

Para o Xbox 360

Antes de falar sobre a nova geração, a Microsoft fez questão de dizer que o Xbox 360 ainda tem muito chão pela frente. Para começar, foi lançado mais um modelo do console, mais compacto, disponível a partir de hoje nos Estados Unidos.

Os assinantes Ouro da Xbox Live passarão a ter dois jogos gratuitos por mês, como na PlayStation Plus. A oferta começa com “Assassin’s Creed II” e “Halo 3”.

Sucesso nos PCs, “World of Tanks” também será lançado no Xbox 360. Esse é um game online gratuito, em que dois grupo de até 15 jogadores se enfrentam com blindados. Outra novidade foi “Max: The Curse of Brotherhood”, da Press Play.

sucesso-para-computadores-world-of-tanks-tera-versao-para-o-xbox-360-1370882891758_450x253

A Microsoft prometeu “centenas de jogos” para o Xbox 360 nos próximos anos.

Fim dos Microsoft Points

A moeda virtual Microsoft Points foi abolida e será substituída por moeda dos respectivos países: real, dólar e assim por diante. A mudança acontecerá no lançamento do Xbox One e valerá também para o Xbox 360.

Para jogar no novo Xbox

Para jogar no novo Xbox, o jogador precisa ter uma conexão à internet, pois o videogame faz uma verificação da biblioteca de jogos a cada 24h (ou a cada 1h, se estiver num Xbox One que não seja o seu).

O console roda jogos usados, mas restringe o comércio de games de segunda mão. Segundo a Microsoft, as editoras – como Activision e Electronic Arts – tem a opção de impedir a venda de games usados ou impor condições, como o pagamento de taxas.

O controle de gestos Kinect foi melhorado e agora faz parte do pacote básico do console. Pode-se usar o acessório, por exemplo, para trocar os canais da TV, se o receptor estiver conectado ao videogame.

A abertura oficial da E3 acontece nesta terça-feira (11), e vai até o dia 13.

Fonte: Jogos/Uol

Microsoft investiu 1 bilhão de dólares em jogos exclusivos para o Xbox One

forza-motorsport-5-xbox-one-box-rt

A Microsoft investiu cerca de 1 bilhão de dólares desenvolvendo títulos exclusivos para seu novo console, o Xbox One.

A verba foi revelada durante entrevista à Official Xbox Magazine, concedida pelo presidente da divisão de negócios de entretenimento eletrônico da MS, Don Mattrick, e pelo vice-presidente da Microsoft Studios, Phil Spencer, na qual os executivos discutiram a estratégia de desenvolvimento de novos jogos para o console.

Mattrick acredita que não ficou claro para o público, com o anúncio do Xbox One, o quanto a Microsoft pretende investir em jogos. “Nós checamos nossas datas de lançamento, contamos o número de exclusivos e estimamos a quantia que íamos gastar e os acordos que fecharíamos, com janelas de lançamento exclusivas e outros itens de distinção”, disse Mattrick para explicar o valor.

Antes da revelação do Xbox One, a Microsoft tinha indicado que o anúncio do novo console seria separado em duas partes e a conclusão do evento, que ocorrerá em 10 de junho, na conferência da Microsoft na feira E3, deve ser dedicada aos games.

A empresa prometeu 15 títulos exclusivos para o primeiro ano do Xbox One, sendo oito deles de franquias novas. Entre os games que já foram revelados, estão Forza Motorsport 5 (Turn 10), Quantum Break (Remedy Entertainment) e Ryse (Crytek).

Microsoft explica origem do “One” de seu novo Xbox

iLcvY7M

Seria uma referência a obras icônicas do cinema como Matrix ou Highlander? Nada disso. A explicação ao nome adotado pelo mais novo console da Microsoft é bastante “modesta”. De acordo com Jeff Henshaw, um porta-voz da companhia responsável pelo lançamento do sucessor do Xbox 360, “este aparelho é revolucionário, uma vez que vai permitir experiências plenas de entretenimento entre os jogadores e o Kinect”.

O representante da companhia prossegue e afirma que, “em outras palavras, ele [o novo console] é chamado de Xbox One porque ‘concentra em si’ o melhor de tudo”. Henshaw faz referência ao software de ponta do dispositivo: “ele realmente incorpora o conceito passado pelo nome, pois traz uma combinação robusta entre [um processador de] oito núcleos, 8 GB de RAM, uma memória super rápida e um poderoso SoC”.

ky8vyPw

Também na opinião do executivo, há diferenças brutais entre ambas as gerações de consoles da Microsoft – compará-las, de acordo ainda com Jeff Henshaw, é praticamente impossível. “A experiência com o novo Xbox foi aprimorada dramaticamente. Não há mais semelhança entre os dois [consoles]. Você não pode confundi-los de jeito algum”, sustenta de forma veemente o porta-voz da Microsoft.

Por fim, e em resposta a uma das perguntas formuladas pelo site CNET, Henshaw diz que “quando as pessoas dizem ‘Xbox One’, isso reflete uma nova geração de experiências. E não. Não acho que vai haver confusões entre ambos os consoles”, finaliza o entrevistado.

As más notícias continuam: Xbox One terá bloqueio regional

10807959-1369241262-273594

Continuando a enxurrada de más notícias para deixar todo mundo desconfortável com o Xbox One, a Microsoft agora confirmou que o seu novo console também tem trava de região.

A notícia vem para engrossar a lista de reclamações que parece estar acumulando deste o anúncio da empresa, na última terça, dia 21. A Microsoft consistentemente tende a dar meias-informações ou frases vagas para respostas crucias que estão sendo jogadas em direção a seus executivos.

“Da mesma forma que a indústria do cinema ou da música, os jogos precisam estar de acordo com regulamentos regionais antes de serem postos a venda”, disse a Microsoft, com seu tom misterioso do momento. “Vamos continuar a trabalhar com nossos parceiros para seguir essas regras com o Xbox One.”

xbox-one-event-console-side-650x0

A geração atual adotava uma política mista de bloqueio de região. O PlayStation 3 era o único que não tinha nenhum tipo de trava no hardware, mas ainda não sabemos se o caso se repetirá com o seu sucessor, o PlayStation 4.

Tanto a Sony quanto a Microsoft estão fazendo questão de esmiuçar as notícias para causar menos impacto negativo possível. Parece que ainda temos muito o que ouvir das duas empresas, e até lá, essa estratégia não deve amenizar muita coisa.

“É feio demais” – Veja como foram as reações do público ao Xbox One

O Xbox One, sucessor do Xbox 360, foi revelado pela Microsoft nesta terça-feira (21) gerando as mais diversas reações entre o público. Para alguns, a qualidade da apresentação deixou a desejar, pois foi focada demais em funções de entretenimento. Já para outros as novidades sobre o novo Xbox empolgaram.

xboxonereacaodasredesso

A Microsoft levantou o público com a hashtag #XboxReveal, mas o que realmente se destacou nos trendings foi o nome confirmado do console, “Xbox One”. Durante o evento muitas piadas foram feitas a respeito do foco em entretenimento, como o número de vezes que a palavra “TV” foi dita e como havia um grande foco em assistir esportes no seu videogame.

Durante o evento até mesmo a Sony entrou na brincadeira, dando uma alfinetada na rival ao perceber que ela estava dando a entender que jogos como Fifa 14 e Call of Duty: Ghosts seriam exclusivos. Porém, quem realmente roubou a cena no Twitter foi o @CollarDuty, uma conta rapidamente feita para zombar do cachorro do novo jogo da Activision.

Leia o resto deste post

Xbox One: Tudo que você precisa saber

Após a Nintendo e a Sony terem revelado suas armas para os próximos anos, chegou a vez da Microsoft revelar ao mundo sua nova plataforma. Apresentando durante um evento realizado na sede da empresa em Redmond, o Xbox One tem o objetivo se tornar a nova central de entretenimento de sua sala de estar.

Para isso, a fabricante investiu em parcerias com empresas de entretenimento e na integração do console com o Kinect e com o sistema SmartGlass para entregar uma experiência sem precedentes. Neste artigo, você confere tudo o que já foi divulgado sobre a plataforma até o momento e descobre o que podemos esperar sobre ela nos próximos meses.

Visual e hardware totalmente novos

Ao contrário do que aconteceu na apresentação do PlayStation 4, a Microsoft entrou em campo preparada para revelar a forma final do novo Xbox. O resultado é um console com um formato quadriculado que vem acompanhado pela nova versão do Kinect, acessório que possui um design visual semelhante.

Também houve mudanças no controle do dispositivo, que ganhou um direcional digital modificado e teve sua parte traseira ligeiramente alterada. Segundo a Microsoft, o periférico também vai contar com um novo sistema de resposta que pretende tornar mais confortável a jogabilidade de games que dependem muito de seus gatilhos — além disso, o dispositivo vai contar com uma bateria integrada a seu anterior, dispensando a compra de acessórios adicionais.

A fabricante preferiu não se estender muito no que diz respeito às especificações do console, se limitando a divulgar alguns dados básicos sobre o novo produto. Segundo a empresa, toda a experiência vai ser baseada no kernel do Windows, o que deve proporcionar uma transição confortável entre os diferentes conteúdos suportados pela plataforma.

Especificações técnicas divulgadas

  • Processador de oito núcleos construído de forma personalizada pela Microsoft;
  • 5 bilhões de transistores;
  • GPU: chip D3D 11 com 32 MB de memória;
  • Arquitetura nativa de 64-bit;
  • 8 GB de memória RAM DDR3;
  • HDD de 500 GB para o armazenamento de dados;
  • Leitor de Blu-ray e DVD;
  • Conexões USB 3.0;
  • Conexão Ethernet, compatibilidade com redes 802.11n e WiFi Direct;
  • Conexão HDMI (entrada) e HDMI (saída) com suporte a resoluções 1080p e 4K;
  • Preço e data de lançamento ainda não divulgados.

Segundo a Microsoft, o poder do novo Xbox atinge o nível da “ciência de foguetes espaciais”. Na prática, isso significa que a novidade deve apresentar um poder de fogo semelhante ao que será visto no PlayStation 4, confirmando os rumores de que a próxima geração será marcada por plataformas mais balanceadas no que diz respeito a seus hardwares.

Sua nova central de entretenimento

Com o Xbox One, a Microsoft reforça o posicionamento que já havia tomado com o 360. A intenção é que o novo produto não se trate somente de um video game, mas sim de uma central de entretenimento que pode ser aproveitada por toda a família — não é à toa que a empresa promoveu a novidade como “The All-in-One Experience” (a experiência tudo em um, em uma tradução livre).

Isso significa que o novo console vai ter um espaço ainda maior para a reprodução de programas de televisão a cabo, filmes sob demanda e músicas presentes em seu HD. Yusuf Mehdi, vice-presidente sênior da Microsoft Interactive demonstrou como um novo sistema baseado em gestos e comandos de voz vai permitir fazer a transição rápida entre os diferentes conteúdos disponíveis.

O destaque nesse sentido é o recurso “Snap Mode”, que permite usar a lateral da tela para realizar tarefas adicionais. Enquanto você está assistindo a um filme, por exemplo, é possível abrir espaço para realizar uma conversa através do Skype ou acessar uma janela de buscas que revela mais detalhes sobre o roteirista ou o ator principal da produção.

Xbox One: a TV mais interativa

Outra novidade apresentada pelo console é o sistema “Trending”, que registrar informações sobre as atividades que você mais realiza para fornecer recomendações que possam agradá-lo. Através de uma aba dedicada, também é possível ver quais as produções que mais atraem os demais usuários do console ou simplesmente ver o que os seus amigos estão curtindo no momento.

Além disso, a Microsoft desenvolveu uma nova forma de lidar com os guias de programação antigos. Usando somente controles de voz, você pode acessar sua lista de favoritos, trocar de canais ou conferir o horário no qual seu show favorito vai estar disponível — recursos que também se aplicam ao sistema de compra de conteúdos por demanda.

A empresa de Redmond anunciou uma parceria com a NFL que vai permitir que fãs de futebol americano acompanhem em tempo real as estatísticas de seus atletas e times favoritos. Toda vez que alguém marcar um ponto ou obter uma vitória, o sistema criado pela companhia vai enviar uma notificação no canto de sua tela avisando sobre essa mudança.

Halo: a série de televisão

Para confirmar o foco maior que o Xbox One vai dar a conteúdos televisivos, Nancy Tellen, da Microsoft Entertainment e Bonnie Ross, da 343 Industries, confirmaram que a empresa vai produzir uma série inspirada em Halo. A produção executiva vai ficar a cargo de Steven Spielberg, que durante muito tempo foi ligado a rumores sobre um possível longa-metragem inspirado no jogo.

Poucos detalhes foram divulgados sobre a produção, a não ser o fato de que ela vai ser estrelada por atores reais. Ao que tudo indica, os capítulos da produção devem ser disponibilizados primeiro aos assinantes da Xbox LIVE para só depois ganhar espaço em emissores tradicionais ou em produtos como DVDs e discos de Blu-ray.

Kinect: o centro da experiência

A nova versão do Kinect vai ser o verdadeiro responsável pela experiência oferecida pelo Xbox One. Segundo a Microsoft, o aparelho foi aprimorado a ponto de não só captar de maneira mais precisa os movimentos de cada usuário, como agora consegue até mesmo detectar a quantidade de batimentos cardíacos deles.

A empresa promete que bastará a você sentar em seu sofá e falar uma palavra para que o dispositivo detecte a sua identidade e carregue automaticamente suas preferências. Na prática, isso garante a possibilidade de alternar rapidamente entre diferentes perfis de uso, cada um com seus jogos, saves e programas de TV favoritos exibidos em destaque.

O novo dispositivo deve ser ainda mais focado em conversações do que o modelo disponível atualmente, o que vai permitir usar uma gama maio de frases para controlá-lo. Para possibilitar que todos aproveitem dessas novidades, a empresa afirmou que todos que comprarem o Xbox One também vão levar o Kinect para casa — ou seja, o novo aparelho não deve contar com uma versão sem o acessório, como acontece atualmente.

Uma nova Xbox LIVE

Com o lançamento do Xbox One, a LIVE também deve passar por uma transformação. Segundo a Microsoft, atualmente 15 mil servidores são responsáveis por providenciar a experiência online vista no 360 — até o novo console chegar às lojas, esse número já vai ter saltado para 300 mil máquinas.

Usando uma assinatura semelhante àquela disponível atualmente (a empresa não divulgou nenhuma informação sobre mudanças em seu sistema de cobrança), você não só vai poder acessar jogos online e conteúdos por streaming, como vai contar com novas ferramentas para compartilhar conteúdos.

Segundo a fabricante, o Xbox One vai apresentar ferramentas de gravação e edição integradas que vão permitir a você divulgar seus momentos de glória em seus jogos favoritos. Além disso, a empresa prometeu um sistema de conquistas remodelado, a partir do qual será possível obter mais informações sobre as condições em que uma marca foi obtida — tudo para que você possa se gabar para seus amigos com mais propriedade.

Para completar, o console deve incorporar recursos de partida multiplayer assíncronas e oferecer novas ferramentas de busca. A partir de agora, não será mais preciso entrar em um jogo para verificar quem está jogando ele e quais as melhores salas disponíveis — assim, você poderá saltar de um confronto em FIFA diretamente para as arenas de combate de Call of Duty sem ter que voltar ao menu inicial da plataforma.

E os jogos?

Durante a apresentação do Xbox One, a Microsoft chamou ao palco Phil Spencer, do Microsoft Studios, que apresentou ao mundo os primeiros relances de Forza Motorsport 5. Segundo ele, o novo capítulo da famosa franquia de corridas deve chegar às lojas no mesmo dia que o novo console.

Também foi apresentado o primeiro trailer de Quantum Break, game inédito do Remedy Studios, desenvolvedora responsável pela criação das séries Max Payne e Allan Wake. Em ambos os casos, o que pudemos ver parecia se tratar mais de cenas não interativas do que os jogos rodando em tempo real.

Já a Electronic Arts, representada por Andrew Wilson, da EA Sports, teve um espaço maior na apresentação do Xbox One. Entre os títulos da empresa que tem lançamento confirmado para a nova plataforma estão os novos capítulos das franquias FIFA, Madden, UFC e NBA Live — todas elas contando com o novo motor gráfico Ignite Engine.

Outro anúncio foi feito por Eric Hirshberg, o CEO da Activision, que subiu ao palco para apresentar ao mundo mais informações sobre Call of Duty: Ghosts. Contando com a colaboração de Stephen Gaghan, roteirista de filmes como “Syriana” e “Traffic”, o novo game da franquia aposta no ineditismo para chamar a atenção dos consumidores.

Além de marcar a estreia de uma nova engine, o game apresenta uma trama e personagens totalmente desconhecidos dos fãs. O único aspecto que vai continuar inalterado é o fato de que todos os DLCs programados para o jogo devem ter pelo menos um mês de exclusividade no novo Xbox.

Para finalizar, a Microsoft confirmou que está investindo em um grande número de propriedades intelectuais que devem fazer sua estreia na nova plataforma. Segundo ela, dos 15 títulos exclusivos confirmados até o momento, 8 deles se tratam de franquias nunca vistas antes.

Títulos confirmados até o momento

  • FIFA 14;
  • Madden NFL;
  • NBA Live;
  • UFC;
  • Call of Duty: Ghosts;
  • Forza Motorsport 5;
  • Quantum Break;
  • Watch Dogs;
  • Thief;
  • Battlefield 4;
  • Assassin’s Creed 4.

Conexão constante? Depende de cada desenvolvedora

Para deixar mais tranquilos os consumidores, a Microsoft confirmou que o Xbox One não vai exigir uma conexão constante com a internet para poder ser utilizado. Porém, conectar o console à rede mundial de computadores vai resultar em diversas vantagens para o consumidor.

Segundo Don Mattrick, diretor de negócios interativos da empresa, vai caber às desenvolvedoras estabelecer as exigências necessárias para jogar os títulos da plataforma. Caso algum estúdio deseje assim, será possível barrar totalmente a jogatina offline — mesmo modos que não dependem da internet para funcionar, como o single player.

Em outras palavras, embora o Xbox One não exija uma conexão constante com a internet, muitos de seus jogos devem apresentar essa característica. Porém, a responsabilidade sobre utilizar ou não esse recurso recai unicamente no ombro das desenvolvedoras, já que a Microsoft não exige que essa característica seja seguida por todos os jogos do console.

Instalação obrigatória e restrições a jogos usados

Entre os veículos que puderam conferir a nova plataforma de perto está a Wired, que descobriu que todos os títulos da plataforma vão exigir uma instalação para funcionar. Segundo a Microsoft, não será preciso esperar que o processo finalize antes que seja possível jogar, já que o console é capaz de lidar com ambas as tarefas de forma simultânea.

Outro ponto que chama atenção é o fato de que cada game que você jogar vai ficar atrelado a sua conta na Xbox LIVE. Dessa forma, cada título da plataforma poderá ser aproveitado por somente um único dono — caso o disco seja repassado à outra pessoa, será preciso que ela pague uma pequena taxa à Microsoft para que seja possível instalar seu conteúdo.

Questionada sobre a possibilidade de que o consumidor que adquiriu o jogo usado simplesmente decida não pagar para instalá-lo, a empresa não deu uma resposta sobre o que ele deve fazer. Dessa forma, tudo indica que o Xbox One deve representar uma grande mudança para as locadoras e para o mercado de games usados.

Quando eu posso ter um?

A Microsoft encerrou a apresentação do novo console afirmando simplesmente que ele deve ser lançado até o final de 2013. Até o momento, a companhia não forneceu qualquer informação sobre o preço que será cobrado pela plataforma, tampouco falou sobre a possibilidade de que ele seja vendido em um modelo de assinaturas semelhante àquele adotado por muitas operadoras de telefonia.

Ao que tudo indica, essas informações só devem ser reveladas durante a E3 2013, evento que acontece em junho deste ano. Além de divulgar mais informações sobre o novo video game, a companhia deve aproveitar a feira de tecnologia para apresentar mais detalhes sobre os jogos que estão sendo preparados para o console.

Fonte: Baixaki Jogos