[Sony pré-BGS] NADA resolvido sobre o preço do PS4

sony-pre-bgs-mark_content

A conferência pré-BGS da Sony, realizada em São Paulo na noite desta quinta-feira (24), nada resolveu – e muito escondeu – sobre o preço de R$ 4.000 do PS4.

Ancorado pelo diretor da marca PlayStation na América Latina, Mark Stanley, o encontro coletivo com a imprensa trouxe até Viviane Senna para falar de conquistas sociais e da parceria do Instituto Ayrton Senna com Gran Turismo, mas nem de longe tocou no valor do videogame como assunto principal; a verdade é que Stanley apenas reproduziu em alto e bom som sua mensagem deixada no blog oficial do PlayStation, aquela que apenas trouxe lamentos e nenhuma proposta.

sony-pre-bgs-viviane-senna_content

Pareceu que a conferência estava prontinha há tempos e que seus organizadores jamais poderiam imaginar àquela altura que R$ 4.000 seriam esfregados mais tarde na cara dos consumidores brasileiros.

Todos parecem ter sido pegos de surpresa. Imprensa, jogadores e até executivos do alto escalão e seus assessores. Poucos devem ter tido real acesso ao gatilho do alto preço do console.

Para quem estava louco para saber se a Sony teria ou não a solução para os R$ 4.000 do PS4 na conferência, fica a infeliz resposta: NADA resolvido, nada previsto.

Agora só resta aos visitantes da BGS mergulharem de cabeça no estande da Sony e apenas torcerem pela futura redução no preço.

Como a própria conferência pré-BGS da empresa mostrou na noite desta quinta, as imagens precisam valer mais do que mil palavras a essa altura do campeonato: a enorme quantidade de vídeos exibidos nos telões, em número bem maior do que os discursos que deveriam partir diretamente da boca de quem pretende fazer um bom negócio no Brasil, prova que o único plano da empresa no país no momento é “evitar ao máximo o inevitável”.

Agora, sim, faz sentido “viver em estado play”. Melhor estar em frenesi, totalmente entregue ao show, do que cair na real.

Em outras palavras, pra que falar de algo tão chato quanto o preço do PS4 se todos podem se entreter com jogos, jogos e mais jogos?

Os produtores tinham belos títulos para apresentar na noite da Sony pré-BGS. Pena que o gosto amargo na boca de pelo menos 99% do público impediu a curtição total. Queiram nos desculpar, produtores. Algo mais forte tira o nosso sono. O de não dar para comprar o videogame para rodar essas maravilhas.

Nem a oficialização da PS Plus Brasil pelo gerente da marca PlayStation no país, Anderson Gracias, quebrou o nó na garganta.

sony-pre-bgs-viviane-gracias_content

Publicado em outubro 27, 2013, em BGS 2013. Adicione o link aos favoritos. Deixe um comentário.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: