Recapitulação: PS4 e Xbox One

Após a enxurrada de informações na E3, as linhas de guerra foram delineadas. Sony e Microsoft se preparam para mais uma batalha, enquanto a Nintendo assiste do camarote – ou melhor, da arquibancada.

 

Ainda que uma empresa tenha filosofias e princípios dos quais não abre mão, a mudança de políticas pode ser um esforço necessário para que o consumidor, rei da cadeia, tenha suas preces escutadas. Possivelmente com o orgulho ferido, a Microsoft jogou a arrogância de escanteio e adotou a postura que a comunidade vinha pedindo. A empresa de Bill Gates eliminou todas aquelas políticas restritivas de seu novo console e agora, enfim, podemos declarar como legítima a batalha contra o PS4 – pois a vitória da Sony poderia ser esmagadora.

 

Agora que estamos em um cenário um pouco mais equilibrado, conseguimos ponderar o arsenal que cada gigante tem em mãos, começar a juntar as cifras para colocar no cofrinho e tomar a decisão de qual será a próxima aquisição. Acreditem: a luta está bem balanceada.

  • Kinect, Eye e preços: o Xbox One precisará estar “kinectado” o tempo todo. Contudo, vale reforçar que o sensor de movimentos da Microsoft foi uma inovação no mercado ao implementar o conceito “não use controles” e permitir um alto grau de imersão nos jogos que utilizam o recurso. O Eye do PS4, por outro lado, não estará incluído no pacote e é um acessório opcional, tendo recursos de interação um pouco mais tímidos que os do Xbox One. Isso justifica a diferença de preço entre os dois consoles: o PS4 custará 399 dólares, e o Xbox One, 499. A lacuna de 100 dólares representa um valor expressivo na hora de considerar a aquisição;
  • Conectividade com a internet: o Xbox One não terá mais a checagem diária e não exigirá conexão com a internet para que se possa jogar, equiparando-se ao PS4. A conexão só será necessária na primeira vez que o console for ligado para a definição de configurações. Ainda não se sabe se essa configuração inicial conectada será necessária também no PS4;
  • Controles: seguindo o padrão de design de seu console antecessor, o Xbox One trará um controle com melhor anatomia para jogadores que curtem shooters, forte público-alvo do console. Já o PS4 traz sutis melhorias ao consagrado Dualshock com um controle que tem touchpad e está um pouco mais espaçado;

  • Suporte para duas telas: o PS4 pretende alavancar seu irmão PS Vita. O portátil será quase que um “joystick” do console de mesa ao permitir a função “Remote Play”, em que certos jogos poderão ser começados no PS4 e continuados no Vita. Além disso, a telinha do aparelho pode ser utilizada simultaneamente com alguns jogos, por exemplo, ao servir como retrovisor em games de corrida. Já o Xbox One terá o SmartGlass ao seu lado, aplicativo que funcionará em diversos smartphones e tablets e permitirá que o jogador faça tracking de seu progresso, participe de desafios e execute outras funcionalidades relacionadas aos jogos do Xbox One;
  • Apoio aos indies: a Sony já deixou clara sua política de apoio aos desenvolvedores independentes no PS4. Ela fornecerá kits de desenvolvimento e uma arquitetura otimizada a esses artistas sem qualquer restrição. A Microsoft, por outro lado, continua nebulosa com relação ao assunto e sempre desconversa as perguntas feitas com uma justificativa (forte, diga-se de passagem): Minecraft;
  • Conquistas e troféus: um dos trunfos do Xbox 360 foi implementar o sistema de conquistas, posteriormente copiado pela Sony em forma de troféus. A nova Xbox LIVE trará um organizado e robusto sistema auxiliado pela nuvem, em que novas conquistas podem ser implantadas ao longo do tempo e com tracking em tempo real de cada ação do jogador. Já a Sony não apresentou o funcionamento dos troféus no PS4 ainda. A tendência, contudo, é que o sistema permaneça o mesmo. Os dois sistemas permitirão a migração direta do ID do jogador – todos os dados serão transferidos aos novos consoles;

  • Ênfase em outras mídias: vítima de piadas em sua apresentação, o Xbox One trará um foco em outras mídias, como a televisão, ideia que parece já ter se assentado um pouco na cabeça dos consumidores. Uma função denominada “snap-mode” permitirá que o usuário inteligentemente usufrua dos recursos. O PS4 trará outros serviços de streaming além do Netflix e também falou em televisão, mas sua proposta hardcore está bem delineada desde o começo. Além disso, o vídeo promocional que a Sony soltou recentemente mostra uma elegante interface em que vários usuários se conectam e interagem podendo enviar vídeos e imagens em tempo real;
  • Retrocompatibilidade: os games do Xbox 360 não serão compatíveis com o Xbox One. O PS4, por outro lado, contará com o serviço Gaikai, que faz streaming de jogos. Ainda não se sabe o acervo do PS3 que aparecerá pelo serviço ou se todos os títulos chegarão a ser disponibilizados
  • Games exclusivos: o Xbox One mostrou um acervo interessante, que inclui o cinematográfico Ryse: Son of Rome, o retorno fulminante de Killer Instinct, o badalado Quantum Break, das mesmas mentes por trás de Max Payne e Alan Wake, Sunset Overdrive, proposta multiplayer da Insomniac, e a aparição triunfal de Crimson Dragon, um verdadeiro convite aos fãs do clássico Panzer Dragon. O PS4 apresentou um pelotão composto por inFamous: Second Son, The Order: 1886, Killzone: Shadow Fall e a impressionante demo técnica de The Dark Sorcerer, que pode ser um futuro game da Quantic Dream.

 

Não podemos nos esquecer das franquias exclusivas que cada empresa já coleciona. Do lado da Microsoft, temos nomes como Halo, Fable, Gears of War, Alan Wake, Forza e outros. Já a Sony conta com uma bagatela de exclusivos: God of War, The Last of Us (que pode ser uma trilogia),Ratchet & Clank, Jak and Daxter, Sly Cooper, Gran Turismo, Uncharted e outros mais. Todos esses jogos certamente aportarão na próxima geração, cada qual defendendo seu selo de exclusividade

 

Publicado em junho 22, 2013, em PS4, Xbox One. Adicione o link aos favoritos. Deixe um comentário.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: