Desenvolvedores reagem negativamente ao anúncio do Xbox One

xbox_one_mini_bannerA comunidade de fãs e a imprensa especializada está em polvorosa com o anúncio do Xbox One. Entre perspectivas emocionantes em relação ao processamento nas nuvens e críticas ao foco demasiado nos serviços de TV, desenvolvedores de jogos pouco expressaram suas opiniões sobre a nova plataforma. Até agora.

Diversos sites especializados em jogos deram voz aos produtores de game que, em poucas ou muitas palavras, levaram adiante sua insatisfação, felicidade ou pensamento sobre o que o novo aparelho da Microsoft vai representar para a próxima geração de plataformas.

O diretor da Just Add Water, Stewart Gilray, criticou a redundância de dispositivos. Na opinião dele, o Xbox One quer ser o único aparelho a dar as caras na sala de estar, mas ainda assim, precisa de um conversor de TV ou um set-top box para funcionar com esta finalidade. O desenvolvedor criticou ainda a necessidade de um console estar sempre ligado e como isso será útil além do download automático de atualizações.

Preocupações com a privacidade também foram levantadas. Com o Kinect sempre vigiando, na espera de um comando de voz, Gilray acredita que muitos usuários acabarão simplesmente desligando a função, desativando junto um dos principais propósitos do Xbox One. Adrian Chmielarz, ex-People Can Fly, vai além, afirmando que simplesmente não quer falar com um video game, e sim, jogar.

A forma como a apresentação se desenrolou também foi criticada. Na visão de Gilray, a Microsoft deveria ter sido mais clara em relação ao fato de que os títulos seriam um foco maior durante a E3 2013, e que o anúncio esta focado apenas no console. Para muita gente, o Xbox One saiu como um console sem games, algo que não é nada interessante.

12444_xbox_one_banner_console_0988

O ex-Epic Games, Cliff Bleszinski, concorda com essa visão. Para ele, o evento da semana passada consistiu em tirar do caminho tudo aquilo que não envolve jogos, para que a E3 2013 possa ser apenas sobre esse assunto. Ele se mostrou empolgado, em um sentimento que também une o criador de Twisted Metal, David Jaffe.

Ele, por outro lado, afirmou ter ficado bastante satisfeito com as possibilidades que o controle de voz proporcionará não apenas aos games, mas também ao mundo do entretenimento. Facilitar o acesso à mídia, para Jaffe, é uma perspectiva interessante que já existe no iPhone e, em breve, tomará conta da sala.

Piadas com fundo de verdade

91 (1)

Outros produtores, porém, não foram assim tão abalizados ou sérios. Nathan Adams, um dos líderes atuais da equipe de Minecraft, ironizou que os jogos estão virando seriados, assim, cenas de corte serão pagas como DLCs. Já o criador de Braid, Jonathan Blow, afirmou que nem mesmo Steven Spielberg – uma das peças-chave do anúncio da Microsoft – pareceu empolgado com o Xbox One.

O co-fundador da Sledgehammer Games, Michael Condrey, afirmou que está disposto a comprar um Xbox One apenas para jogar fantasy football. Enquanto isso, o criador de Super Meat Boy, Tommy Refenes, acredita que os comandos de voz transformarão a sala em uma guerra quando irmãos mais novos solicitarem que o Kinect reproduza “Meu Pequeno Pônei” enquanto os mais velhos jogam Call of Duty.

Fonte: Baixaki Jogos

Publicado em maio 28, 2013, em Xbox One e marcado como , , , , , , , . Adicione o link aos favoritos. Deixe um comentário.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: